Clássicos – Jane Eyre, Charlotte Brontë

15-03-2016

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

jane-eyre-blog

Boa noite, leitores!

Fazia um bom tempo que eu não postava nada aqui no blog, e peço desculpas pela ausência. Nem todos sabem, mas estou para lançar meu primeiro livro (em breve trarei detalhes para vocês, claro), portanto, estava às voltas com a finalização dele.

Paralelo a esse, comecei a escrever outro, então imaginem como estou, entre essa vida louca de mãe, trabalhadora, blogueira, escritora…Ufa! Mas apesar de tudo, não abandonei vocês!

E para voltar à ativa com o blog, escolhi a resenha de um clássico MARAVILHOSO que li nesse meio tempo – Jane Eyre, de Charlotte Brontë, uma das talentosas irmãs escritoras.

Não sei nem por onde começar a resenha (vocês diriam que pelo começo, claro), mas o fato é que são tantos detalhes e coisas que eu queria dizer que prefiro iniciar dizendo como me senti lendo esse livro. Espero, mais uma vez, que a resenha não fique confusa. Será que ando perdendo a prática?

Jane Eyre é um livro escrito em primeira pessoa, e traz como ponto-chave a auto reflexão de Jane, em busca também do auto conhecimento. Isso fez com que eu me aproximasse demais da Jane, cujos pensamentos tornam-se praticamente os do leitor, tamanha a riqueza de detalhes e sensações que nos são expostos através de suas muitas divagações.

jane-eyre-livroAs palavras são lindamente escritas, alguns parágrafos transformam-se quase em poemas, deliciosos de serem lidos. Algumas passagens, no entanto, podem tornar-se um pouco maçantes, mas para quem gosta de detalhes, o livro não decepciona.

Jane Eyre vive com a tia, que, no leito de morte de seu irmão, prometeu cuidar da menina. Entretanto, a megera não é nenhuma benfeitora, e tendo colocado seus próprios filhos contra a sobrinha, tratando-a pior do que aos empregados e sendo conivente com as provocações que os filhos fazem a ela, vê, aos poucos, Jane minguar, sem se preocupar com os infortúnios da pequena.

Quando está com dez anos de idade, a tia a envia para a escola, onde Jane Eyre pensa que poderá recomeçar a vida. Só que ela passará por muitos percalços e sofrimentos também naquele lugar antes de se tornar uma pessoa digna, o que acontece depois da quase extinção das estudantes devido a uma doença. Lá, ela conhece Helen Burns, que se tornará a sua primeira amiga. A relação das duas, apesar de ser curta, vai ensinar muito a Jane, e é emocionante. Eu adorei essa parte, Helen é tão sábia!

Após perder a amiga, ela resolve estudar e, posteriormente, torna-se professora na mesma instituição, onde vive até os 18 anos. É aí que ela percebe que é hora de alçar voo. Então, publica um anúncio para conseguir um emprego, que é prontamente respondido.

Com muita coragem, Jane ruma para a casa onde será tutora de uma garotinha. E é lá em Thornfield Hall que ela conhecerá o Sr. Rochester, o misterioso personagem que, aos poucos, conquistará o seu coração.

O Sr. Rochester é mais velho e tido como um homem feio e nada correto, mas transformará a vida de nossa protagonista. Descobrimos como o amor floresce em seu peito, pouco a pouco, a despeito de seu próprio medo e a certeza de que ele jamais a tomaria como esposa, sendo ela pobre e sem atrativos.

Thornfield, entretanto, esconde um segredo, e o Sr. Rochester parece fechar os olhos para o que ali acontece, até desgraçar a vida de Jane a ponto de deixá-la quase morta de inanição após uma fuga desesperada.

E eu, infelizmente, não posso falar muita coisa mais sem dar spoiler, apesar de sobrar vontade de comentar sobre cada aspecto do livro. O que posso dizer para aguçar a vontade de vocês (se é que todos amam um clássico como eu) é que o final é maravilhoso, eu até chorei.

Além disso, Jane Eyre se mostrou uma mulher virtuosa, forte, realmente admirável, e esse se tornou um dos melhores clássicos românticos que eu já li e indico.

Beijos e até a próxima.

Soraya Abuchaim
Siga-me!

Soraya Abuchaim

Mãe, leitora compulsiva, escritora e blogueira nas horas vagas. Apaixonada por terror e suspense, me interesso por qualquer coisa que tenha sangue, ou um drama bem denso. Stephen King é o meu ídolo.
Soraya Abuchaim
Siga-me!

Related posts:



Comentários

  1. Rebeca Stiago diz: 2016-03-16

    Oii! Eu adoro as indicacoes que voce posta aqui, sempre sao diferentes sabe? Nao sao os livros modinhas HAHAAHHAAH Adoro livro que faz chorar, entao se voce que le mais do que ninguem chorou, imagina eu? HAHAHAHA E outra coisa, SUPER PARABENS pelo teu livro. Quero saber mais informacoes sim! Boa sorte. Beijo

  2. Diane Ramos diz: 2016-03-16

    Oie…
    Já estava sentindo falta sua rsrsrs… E quero saber TUDO sobre o seu primeiro livro 😉
    O livro resenhado parece ser muito bom! Gostei de tudo que escreveu … Ahh… E resenhas confusas só demostram que o livro é bom, pois, mostra que o leitor ficou até desnorteado rsrs…
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

  3. Mariana FS diz: 2016-03-16

    Oi Saraya!
    Tive curiosidade de ler Jane Eyre por anos e no ano passado finalmente fiz isso. Cumpriu toda as minhas expectativas, tanto que o considerei uma das minhas 5 melhores leituras de 2o15. Que livro maravilhoso! Como você disse, é até dificil saber por onde começar a falar dele. Jane é mesmo uma personagem admirável.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

  4. Inês Gabriela diz: 2016-03-17

    Olá,
    Depois que li Orgulho e Preconceito minha cabeça se expandiu, morro de vontade de ler outros livros no mesmo segmento e esse em especial sempre chamou minha atenção. Sua recomendação só me animou mais.
    Beijos.
    Nasci Gabriela – http://www.nascigabriela.com.br

  5. Gislaine Oliveira diz: 2016-03-17

    Oiii Soraya, tudo bem???
    Que bacana saber que você vai lançar um livro. Eu já li um dos seus contos “O Vizinho Suspeito” e curti bastante. Então te desejo muito sucesso 🙂
    Quanto a resenha, eu ainda não li esse livro, acredita? Mas tenho vontade, já que um dos meus livros favoritos é o livro da sua irmã <3
    Acho um pouco difícil que esse supere para mim o outro, mas acho que posso curtir bastante a leitura 🙂
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

  6. Desbravador de Mundos diz: 2016-03-17

    Olá, Soraya.
    Fiquei muito feliz com a novidade do seu livro. Espero que seja um sucesso.
    Quanto à obra resenhada, me pareceu bastante interessante. Não gosto muito de romances, mas esse eu leria por ser um clássico. Ademais, Jane parece ser uma protagonista no estilo que eu gosto.

    http://www.desbravadordemundos.com.br – Participe do top comentarista de reinauguração. Serão quatro vencedores!

  7. Thalita diz: 2016-03-17

    Olá!
    Tb gostei muito do livro. Demorei um pouco para ler pois achei ele meio depressivo, mas ainda assim gostei e tb me emocionei no final 🙂
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas – SORTEIOS NO BLOG! PARTICIPE 🙂

  8. Nana diz: 2016-03-21

    Amei a dica!!!
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

  9. Priih diz: 2016-03-21

    Oi Soraya, tudo bem?
    Parabéns pelas novidades! \o/
    E eu gostei muito da resenha. Eu conhecia o livro só de nome, mas agora fiquei bem curiosa a respeito do enredo.
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

Trackbacks

Não existem trackbacks nesse post

Adicionar um comentário

Loading Facebook Comments ...